Receba conteúdo exclusivo sobre comércio eletrônico

Receba o nosso orçamento

Digite seus dados abaixo para que nossos consultores de vendas possam entrar em contato com você:

Como garantir retorno sobre o investimento no e-commerce?

Categoria: Blog Por Em 16 de novembro de 2016

coins-currency-investment-insurance-128867

Investir dinheiro em qualquer negócio é quase como brincar de roleta russa, você nunca tem certeza do que vai acontecer. Quem tem o pé no chão e não cai no conto do “na Internet tudo é baratinho” sente o mesmo frio na espinha na hora de investir em um e-commerce.

Não existe receita, faculdade, MBA ou jutsu que garanta que um investimento feito em uma loja virtual terá retorno certo. As variáveis para isso acontecer são grandes demais. Mas isso não significa que você deva manter seu dinheiro em baixo do colchão pois existe formas de minimizar os problemas, basta planejar e acompanhar métricas.

Planejando

A gente já cansou os dedos escrevendo sobre planejamento para e-commerce. Mas quando o centro da questão é retorno sobre o investimento a preocupação é diferente pois quanto mais competitivo o setor que você está se metendo maior o tempo em que o negócio vai atingir o ponto de equilíbrio e dar retorno.

Isso significa que se você escolher um nicho as chances do retorno vir são maiores pois não há concorrência, logo você abocanha todo o mercado. Porém (sempre tem um porém) se o seu nicho não tem uma demanda muito grande esse retorno se prolongará.

Outra coisa que vai influenciar é a margem de lucro que você consegue colocar no seu produto. Se o mercado que você atua possui preços bem agressivos e você precisar diminuir sua margem para conseguir entrar nele é bem provável que o retorno demore bastante.

Por conta desses, e de vários outros fatores, é preciso entender com carinho e atenção o mercado que você está, os preços que você pode praticar, projetar o lucro que você terá e planejar se aquele mercado/setor/nicho é interessante para você abrir uma loja virtual.

Acompanhando métricas

Depois que o planejamento for feito e a loja estiver no ar é preciso acompanhar bem as métricas para saber se o negócio está andando como deve.

Infelizmente essa é uma atitude mais reativa do que preventiva, mas se você usar direitinho tenho certeza que seus riscos diminuirão bastante.

As métricas que você deve avaliar são aquelas que fizerem sentido para o seu negócio, por exemplo, qual a sua estratégia para conseguir visitantes? Se for campanhas no Facebook você deve avaliar quantas visitas vem desse canal e quantas vendas você faz a partir dele.

Todo negócio é diferente, mas geralmente todo e-commerce começa tendo que avaliar as seguintes métricas:

  • Visitas por Canal e Vendas por Canal
    Como citei no exemplo acima você vai conseguir visitantes através de algum canal. E isso não será de graça, então a primeira coisa que você precisa saber é se o seu tempo e dinheiro estão sendo bem investidos. Segmentando as visitas e as vendas pelos canais – também chamados de Fontes de Tráfego – você saberá onde deve continuar investindo;
  • Taxa de Conversão
    Essa é a métrica principal para saber sua performance. A quantidade de vendas que você consegue pode até ser uma métrica interessante, mas ele fica muito mais linda quando você compara ela quando a quantidade de visitas que você recebe. A taxa de conversão é exatamente a divisão entre a quantidade de vendas pela quantidade de visitas. Se esse número for muito baixo você sabe que tem algum problema, pois você está precisando dedicar muito esforço (e dinheiro) em trazer visitantes que estão se interessando pouco pelo que você tem para oferecer;
  • Funil de Vendas
    O funil de vendas é na verdade um conjunto de métricas. Imagine o funil como os passos que o visitante leva até uma compra: Ele entra na página do produto, coloca o produto no carrinho, vai até o checkout e preenche as informações de pagamento e em seguida cai na página de sucesso. Todo esse processo deve ser medido para saber quantos porcento de cada um dos seus visitantes estão avançando. Se por exemplo apenas 1% das pessoas que entraram na página de produto colocaram produto no carrinho significa que tem algo errado na forma que você apresenta seu produto.

Se você acompanhar essas métricas será muito difícil ter problemas pois por mais que você erre será possível identificar e corrigir os problemas rápidamente.

Ah, e todas essas métricas você consegue pegá-las usando o Google Analytics.