Social Commerce: Como unir ecommerce e mídias sociais

06/05/2012 Lahisla Vilar
2 min de leitura
0
Amou?

Exemplo de Social Commerce na Loja Virtual da Piorski

Social Commerce acontece quando o comércio utiliza as pessoas e as conexões sociais entre elas para vender.

Na prática, o comércio social sempre existiu, mas com a expansão da Web e dos sites de redes sociais, o comércio teve suas possibilidades ampliadas.

O termo refere-se principalmente à integração do ecommerce com as mídias sociais e seus formatos.

O consumidor de hoje utiliza a Web e as mídias sociais como fonte para todo tipo de informação, incluindo indicações de produtos e experiências com marcas.

Esse é o princípio fundamental do social commerce. Para quem pretende investir no comércio social, é preciso criar um ambiente favorável para que os usuários compartilhem informações e recomendem os produtos e serviços dentro do e-commerce e nos perfis em mídias sociais da qual a empresa faz parte, além de construir relacionamento através da interação com o consumidor por meio dessas mídias.

Como exemplo, a nova loja virtual da Piorski conta com alguns elementos importantes para o social commerce. Além da presença nas mídias sociais com interação constante com o público e integradas ao e-commerce, todos os produtos da loja têm botões de compartilhamento no Facebook, no Twitter e no Google+, formulário para comentários e opiniões das clientes. O site também tem espaço para outros tipos de interação com os usuários, como galeria de fotos das clientes usando roupas da marca, gerando conversas entre os usuários sobre os looks compostos com as peças da Piorski.

Como aproveitar o Social Commerce?

Para tirar proveito dessa tendência você pode focar nos seguintes passos:

  • Ofereça formas rápidas de o usuário realizar a compra quando vir o produto nas mídias sociais, como uma plataforma de vendas dentro do site de rede social ou um link direto para a página do produto na loja virtual;
  • No ecommerce, mostre produtos relacionados que outros consumidores compraram;
  • Após a compra, envie email pedindo que o usuário escreva uma avaliação sobre o produto adquirido;
  • Tenha uma página bem feita e atualizada nas mídias sociais, com conteúdo atrativo para o seu público;
  • Incentive o público a visitar também a loja física, caso ela exista, e compartilhar a localização com os amigos fazendo check in na loja;
  • Ofereça informações e promoções exclusivas para quem é associado aos perfis da empresa nas mídias sociais.

Quer abrir sua loja virtual mas não entende de E-commerce? Leia nosso e-book gratuito Introdução ao E-commerce e aprenda os conceito básicos para você começar se se sentir mais confiante.