Como definir as categorias de produtos no e-commerce

12/08/2014
2 min de leitura
0
Amou?

Categorias de produtos no e-commerce

A seleção de categorias de produtos em um e-commerce é de grande importância para o seu sucesso. A categorização é que vai permitir que os usuários encontrem rapidamente o que estão procurando, diminuindo a taxa de rejeição de sua loja, além de essa ser uma etapa fundamental para a otimização do site para os mecanismos de busca na Internet. Portanto, boas encontrabilidade e usabilidade dependem de uma boa escolha de categorias de produtos.

Vou listar algumas dicas que podem ajudar nessa etapa tão importante que é a estruturação das categorias de produtos no e-commerce.

Problemas que você pode enfrentar ao criar categorias de produtos para o e-commerce

1. Quanto maior a variedade de produtos em oferta no e-commerce, mais complicada fica a missão de criar categorias para eles. Nesses casos, a primeira divisão de categorias, as chamadas categorias superiores, devem ser criadas.

2. É preciso evitar categorias muito específicas ou profundas demais. A loja virtual não pode fazer com que os usuários tenham que procurar por vários menus para achar o produto desejado, assim como cada opção do menu não deve conter centenas de produtos que se dividem por várias páginas.

3. As categorias superiores não podem ser ambíguas, tornando difícil para o usuário adivinhar onde colocar alguns produtos. Caso eles sejam incluídos em duas ou mais categorias, criará problemas de conteúdo duplicado, o que é bastante ruim para a otimização do site para as buscas (SEO).

Dicas para criar boas categorias de produtos no e-commerce

1. O primeiro passo é pesquisar como os principais principais concorrentes e grandes players do varejo online estão fazendo a categorização de produtos. Esse benchmarking irá trazer ideias mais claras sobre as melhores práticas encontradas no mercado.

2. Entender como os usuários buscam os produtos na Internet mapeando o comportamento dos consumidores é mais uma forma de decidir as categorias do seu e-commerce. Existem ferramentas gratuitas que podem ajudar nesse mapeamento, como o Google Trends.

3. Tentar pensar diferente e encontrar uma nova forma de distribuir os produtos em categorias, mas ainda seguindo o comportamento dos usuários, também é uma ação importante a ser feita. Coloque-se no lugar do usuário e desenvolva funcionalidades que facilitem a busca pelos produtos e ao mesmo tempo tornem a experiência de compra diferenciada.

O e-commerce precisa que o usuário encontre rápido o seu produto e realize a compra sem dificuldades. A escolha das categorias de produtos é um dos pontos mais importantes nesse sentido e merece dedicação e muitos testes para que a loja consiga atrair e reter seus consumidores.