O crescimento imobiliário no E-commerce

05/09/2019 Kalina Teixeira
4 min de leitura
0
Amou?

Artigo escrito em parceria de GuestPost

A venda online tem se tornado mais atrativa inclusive no mercado imobiliário.

A busca por imóveis em Fortaleza ou em qualquer parte do Brasil não é mais feita apenas com uma visita a uma imobiliária. A pesquisa por uma nova casa ou apartamento, seja com o intuito de comprar ou alugar começa através de um smartphone ou de um computador.

Ao menos, essa é forma de busca mais utilizada pela maioria das pessoas interessadas em comprar, vender ou alugar. Afinal, fica muito mais prático fechar negócio – ou ao menos encontrar um imóvel que chame a atenção – sem precisar sair de casa.

Com isso, muitas imobiliárias viram no digital a oportunidade de aumentarem suas vendas, através de e-commerces, nos quais podem divulgar todos os imóveis que têm disponíveis – ou, em alguns casos – funcionar como um catálogo, para que as pessoas possam divulgar quartos ou imóveis completos para temporada.

A verdade é clara: quem ainda não está na internet pode estar perdendo a oportunidade de conquistar novos clientes. Mesmo assim, as imobiliárias ainda estão se adaptando a essa mudança e um crescimento significativo tem sido observado.

A mudança no perfil do consumidor

Anteriormente as pessoas tinham mais tempo disponível, ou, sabendo que não haveria uma alternativa, reservavam um horário com empresas e corretores, para falar sobre seu interesse em comprar, vender ou alugar.

O tempo passou, a internet mostrou que veio para ficar e apresentou suas facilidades, com a venda online. Assim, aos poucos, as imobiliárias perceberam que, ou se adaptavam a era digital ou perderiam seus clientes, já que estes buscam praticidade e preferem resolver tudo diretamente de seus smartphones.

Então, era preciso criar um site e apresentar os imóveis disponíveis ali mesmo, de forma que o único que o cliente precisasse fazer fosse ligar para marcar uma visita – isso quando a visita não pode ser agendada diretamente pelo site.

Crescimento nas buscas

Outro fator que comprova a mudança no comportamento do consumidor é o crescimento das buscas pelo termo “imobiliária”. O Google Trends mostra que, nos últimos anos, houve um grande aumento da procura.

Mas isso não pode significar que as pessoas estão pesquisando por algum endereço? Muito difícil, já que o termo é bem específico. A ideia é encontrar mais rapidamente a empresa que ofereça o que aquele cliente precisa. Que, como se trata de imobiliárias, seriam imóveis para comprar ou alugar.

Crescimento e concorrência

Ter presença digital já é indispensável para quem trabalha no mercado imobiliário. Isso significa dizer que criar um site já não é o suficiente. A concorrência vem crescendo na mesma proporção que as buscas pelo termo “imobiliária”.

É preciso pensar em um diferencial, e proporcionar aos clientes uma experiência única.

Assim, é possível mostrar que as imobiliárias que estão apenas no e-commerce também apresentam qualidade. Além disso, a competição se tornou mais acirrada, além da concorrência física, existe também a virtual.

Agilidade, transparência e segurança são essenciais neste momento. E mais, é uma chance para as imobiliárias baratearem os custos de aquisição de clientes. Assim que entra no mercado virtual, as empresas que estão no mercado imobiliário precisam mostrar que oferecem boas soluções e atendem bem seus clientes.

O que torna um e-commerce de imobiliária mais interessante?

Sabendo que se trata de um mercado em crescimento – e que, muito provavelmente – a tendência seja que no futuro as pessoas pesquisem e fechem negócio sem sair de casa, apenas através da internet – as imobiliárias precisam começar a investir em determinadas ideias, como:

1. Disponibilizar fotos/vídeos dos imóveis

O cliente precisa ver aquilo que está interessado. Como nem sempre irá marcar uma visita presencial, poderá ver no site de uma imobiliária como é o imóvel que ele deseja.

Além da fachada, é indicado trazer fotos ou vídeos que mostram como é o interior de uma casa ou apartamento.

Algumas empresas, inclusive, têm investido no chamado tour 3D ou de realidade virtual. Os clientes interessados conseguem ver melhor como é o local que desejam comprar ou alugar, quase como se realmente estivessem lá.

2. Bons canais de comunicação

Depois de conhecer os imóveis disponíveis em seu site, o cliente precisa da segurança que sua empresa é real – e que seria sua melhor escolha. Para isso, é preciso trabalhar com bons canais de comunicação e não deixar nenhuma pessoa sem resposta, mesmo que seu objetivo seja apenas tirar uma dúvida.

Coloque um chat virtual em seu site, com alguma mensagem de boas-vindas e procure responder todas as mensagens recebidas. Além disso, não se esqueça de estar presente também nas redes sociais. Neste espaço, responda comentários e avaliações.

3. Boa divulgação

Quem não é visto não é lembrado, já diz o famoso verso. Os e-commerces imobiliários que fazem sucesso trabalham bem sua divulgação. Pode ser através da presença nas redes sociais, mas também é importante ser mencionado por outros portais da mesma área – e o link building pode ser uma ótima forma de fazer isso.

Ter uma boa divulgação também ajuda a sua imobiliária virtual a ganhar mais credibilidade para quem chega até o site.

As pessoas notam que a empresa “X” está sendo mencionada em vários outros portais da área, o que, consequentemente a torna uma escolha segura para buscar por apartamentos à venda em Fortaleza, por exemplo.

4. Espaço para avaliações e feedbacks

Antes de fechar negócio, em se tratando de qualquer produto, o primeiro fator verificado por um cliente em potencial são as avaliações que uma empresa possui. Isso não é diferente no caso das imobiliárias online.

O ideal é sempre entender por que recebeu um feedback negativo e tentar recompensar aquele cliente de alguma forma. Assim, é possível entender no que será preciso melhorar.

No seu site, tenha um espaço em destaque para as avaliações positivas, de forma que as pessoas que chegam até ali vejam que a empresa é real e que realmente soluciona seus problemas (que, no caso, são a tentativa de comprar, vender ou alugar um imóvel).

A tendência é de um crescimento cada vez maior para as imobiliárias que decidem abrir seus e-commerces. Inclusive, pode-se dizer que a venda online é algo que vai se tornar indispensável muito em breve, principalmente se for levado em conta a mudança na forma como as pessoas buscam por produtos e serviços – e por imóveis.