Plano de vendas: Planejamento infalível para aumentar suas vendas em 2018

01/02/2018 Kalina Teixeira
6 min de leitura
0
Amou?

Plano de vendas bleez ecommerce

Não é segredo nem para mim, nem para você que a area comercial é um dos órgãos mais importantes de uma empresa. Se o setor de vendas não funciona, provavelmente você está tendo prejuízos e gastando dinheiro com investimentos que não estão te trazendo lucros.

Muitas empresas sofrem com grandes dificuldades nas vendas. Sofrem porque costumam tomar ações desnecessárias e sem nenhum planejamento.

Se você tem uma loja, empresa ou presta qualquer tipo de serviço, entenda de uma vez por todas que, todas as ações que você for tomar para seu negócio precisam ser planejadas, precisam fazer parte de um objetivo e organizadas com base em metas.

Dessa forma além de você ter controle de tudo que acontece dentro do seu negócio, poderá definir o que funciona e o que não, tendo a chance de reparar erros e assim conseguir ter um negócio que se sustenta e cresce.

Pensando nisso, preparamos para você os principais passos para um bom plano de vendas, anota tudo e lê com atenção, não tenho dúvidas que se você fizer tudo que eu te indicar nesse texto o seu negócio aumentará pelo menos 50% em vendas.

Análise de Dados

Até aqui você já fez e tentou vários tipos de estratégias e ações para seu negócio. Reúna todas essas ações e as analise, de uma forma que fique claro quanto você gastou e faturou até esse exato momento.

Faça análises como:

  • Número de negócios acumulados (o que seus clientes compraram? de que forma eles chegaram até você? qual valor médio de cada pedido?)
  • Quantos novos negócios você fechou?
  • Quais foram e quais são os melhores meses (ou trimestres) de vendas?
  • Quantos descontos e que tipos descontos você deu? quanto eles lhe custaram?
  • Quais produtos e/ou serviços você terá para vender em 2018? Terão novos produtos? Terão reajustes de preços?
  • Quais ações de Marketing você fez? Quanto de retorno essas ações lhe trouxeram?
  • Entre outras.

Com base nessas análises, você poderá então dá o próximo passo do nosso plano de vendas, a definição de suas metas.

Defina suas metas

“Quem não sabe para onde quer ir, nunca chegará a lugar algum”

A definição de metas nada mais é do que um valor ou um propósito claro e real que você pretende chegar.

– “O meu objetivo é vender mais” –
Claramente este é o seu objetivo e de muitos, porém a sua meta é justamente onde você irá especificar: quanto, para quem, como e com que recursos.

Então, qual é a sua meta de vendas para 2018? Você pode fazer esta meta de várias formas, separando, por exemplo, uma meta trimestral, mensal e até mesmo semanal para ficar ainda mais organizado uma quantia final, até terminar o ano.

A primeira coisa que você deve fazer é:

  • Calcule qual seria o valor para você pagar todos os custos necessários para manter seu negócio, calculando isso, defina logo após uma quantia de sobra, que será sua. Some esses dois valores e você já terá sua primeira meta.

Exemplo:

Imagine que suas despesas mensais para manter seu negócio de pé são de R$ 5.000,00 e você define como quantia de sobra, para manter uma vida legal R$ 5.000,00.

Calculando

Meta Mensal: 5.000 + 5.000 = R$ 10.000

Meta Anual: 10.000 x 12 = R$ 120.000

E essa será sua primeira meta, com base em dados: Faturar R$ 120.000,00 até o final de 2018.

Dado essa meta, você definirá

  • Quantos produtos ou serviços você precisa vender para chegar até essa meta. (Com base na quantidade de produtos que você tem e preços)
  • Você precisa de no mínimo quantos clientes, por dia, pra chegar nessa meta?
  • Qual será a média ideal de compra de 1 cliente para chegar até essa meta?
  • Com sua base de clientes você conseguirá chegar até essa meta ou precisará atrair mais? Quantos clientes a mais você precisará?

Assim você definirá com sua equipe de vendas, metas diárias e semanais para ser mais fácil o cálculo da meta mensal e assim o faturamento anual ser atingido.

O importante é que TUDO seja calculado. Se você tem preguiça ou não tem tempo de fazer esses cálculos, tente encontrar alguma maneira de solucionar essa questão, pois sem esse conhecimento sua empresa nunca irá realmente pra frente.

Como atingir essa meta

Agora que você já tem definido uma meta diária, semanal, mensal e anual, chegou a hora da grande pergunta: “Como e o que vou fazer para conseguir atingir essa meta?”

Esse é o momento de você definir todas as suas estratégias, todas sendo elaboradas para atingir um único objetivo: Sua meta anual.

Com certeza, ficar esperando seu clientes entrar no seu estabelecimento não é a melhor estratégia para isso, por isso, você precisa definir essas estratégias com muita cautela, atenção e conhecimento para que assim elas sejam realmente eficazes para disparar suas vendas. (no último tópico desse conteúdo a gente te dá uma das mais completas estratégias de vendas)

Planejamento financeiro

Nunca perca o controle dos seus números. Mantenha um planejamento financeiro, onde você terá o controle de todos os valores, os que saem e os que entram dentro da sua empresa.

O planejamento financeiro é ideal que venha até mesmo antes da definição das suas metas, pois vai ser através desses números que você conseguirá saber o que pode ser viável e o que não.

Como já disse, você precisa controlar tudo o que acontece dentro da sua empresa, se você ainda não tem como prioridade esse planejamento, você está errando feio.

Com um planejamento financeiro você evitará surpresas desagradáveis nas suas finanças e ainda conseguirá visualizar com antecedência quando poderá fazer um investimento maior, de acordo com os ganhos (ou perdas).

O que você deverá ter controle:

  • Gastos recorrentes: salários, aluguel, fornecedores, energia, limpeza;
  • Custos variáveis: aqueles que não são gastos todos os meses, como Manutenções;
  • Mapear todas as ações para que as informações registradas se tornem realidade (atrelando as definições que você fez lá em cima para atingir suas metas);
  • Criar um cronograma realista dessas ações. (Quando começa e que dia termina);
  • Dividir tarefas conforme as responsabilidades e competências de sua equipe;
  • Documentar as suas ações para que possam ser avaliadas futuramente;

Enfim, coloque em uma Planilha absolutamente todas as contas a pagar, com os respectivos valores, datas de vencimento e formas de pagamento, dessa forma você terá sempre a dimensão exata das despesas da sua empresa.

Trocou o galão de água? Registre. Aumento de salário? Registre. Renovou a internet? Registre. Até as coisas mais bobas e supérfluas, nunca deixe de registrar.

Otimize seu tempo

Se você não tem um contador que te ajude nesse controle, ou se você mesmo prefere tomar conta disso, te indico a contratação de algum sistema, que poderá fazer todos esses cálculos para você.

Procure por sistemas como:

  • Sistemas de cobrança: Controlar pagamentos e gerar boletos.
  • Software financeiro na nuvem: lançamentos de entrada e saída de dinheiro, processos de emissão de boletos, notas fiscais, recebimento e pagamento de contas, etc.
  • ERP’S: Para empresas de porte mais robusto. Integram todos os setores da empresa (vendas, operacional, etc) aumentando a facilidade de acesso às informações, automatização e acompanhamento de processos.

Aposte na Internet

Entrar pro comércio eletrônico se tornou o sonho e desejo de muitos empreendedores por aí, isso porque é um comércio que só cresce em cada dia que passa e que realmente comprova trazer diversos tipos de benefícios, como um alcance bem maior de pessoas e clientes e, possivelmente, o dobro de lucros, dentre várias outras vantagens.

Por isso, se você quer vender mais em 2018, inclua no seu plano de vendas ou metas a contratação de uma plataforma de e-commerce, existem diversas opções de plataformas para você escolher, das mais baratas até as mais caras, você só precisa se programar e separar quanto você vai poder investir nela.

Se você quiser saber mais sobre as vantagens de abrir um e-commerce, lê esse Post: 
Porque abrir uma Loja Virtual ainda hoje.

Funil de Vendas

O Funil de vendas é uma estratégia ou método que se dá para entender toda a jornada de compra do seu cliente, do momento que ele pensa em comprar algo até o momento de decidir comprar com você.

O funil de vendas foi elaborado para educar seu cliente e guiá-lo pelas fases até a concretização da compra de seu produto/serviço.

Importância do Funil de vendas

Muitas empresas antigamente e até mesmo ainda nos dias de hoje tentam divulgar seus produtos para o maior número de pessoas que puder, através de diversos tipos de ações em lugares variados, tentando conseguir atrair mais clientes.

O maior erro está exatamente aí, pois provavelmente você vai gastar muito dinheiro investindo em um público gigantesco e totalmente abrangente que talvez quase 50% desse público sequer se interessa pelo que você está divulgando, ou seja, jogando muito dinheiro no lixo.

É exatamente aí onde eu te provo a importância de um Funil de vendas bem feito e bem ajustado, pois com o funil de vendas o direcionamento de suas campanhas e investimentos será completamente mais assertivo, a partir de que, você já entenderá com clareza quem é o seu real público e principalmente como conduzi-lo em decidir comprar o seu produto.