Vender pelas mídias sociais ou ter uma loja virtual? Veja como escolher.

24/08/2016 Lahisla Vilar
4 min de leitura
0
Amou?

ecommerce-e-midias-sociais

As mídias sociais sociais facilitaram a comunicação das pequenas empresas com seu público, criando oportunidades de vendas para elas. Algumas utilizam apenas sites como Facebook e Instagram como plataformas de vendas e atendimento ao cliente e se mostram satisfeitas com os resultados. Mas será que é mesmo a melhor opção?

Por outro lado, uma loja virtual funciona de forma profissional. Uma plataforma de e-commerce pode ser personalizada e agregar diversos recursos que automatizam os processos, organizam a operação e facilitam a vida dos gestores, o que não é possível nos sites e aplicativos de redes sociais.

Para ficar mais claro o quanto o seu negócio pode ganhar investindo em uma loja virtual em vez de vender apenas pelas mídias sociais, vou comentar mais vantagens do e-commerce.

1. Maior visibilidade dos produtos

Nas mídias sociais, as fotos e descrições dos produtos publicadas em páginas e perfis acabam se perdendo nas timelines dos usuários. O máximo de organização que sites como o Facebook oferecem é a classificação das fotos por álbuns, mas sem muitas opções como criação de subcategorias ou mudanças na ordem de exibição das fotos.

Já a loja virtual funciona como uma vitrine de produtos, onde eles podem ser categorizados em páginas específicas para cada uma, ter buscas e filtros de pesquisa, além de possuírem páginas individuais com preços e detalhes completos em fotos e textos.

A forma de exibir os produtos em um e-commerce é muito mais atraente para o cliente, incentivando a compra imediata.

2. Mais comodidade e segurança para o cliente

Os usuários de Internet estão cada vez mais adaptados às compras no e-commerce. A cada ano mais mais pessoas fazem a sua primeira compra e entendem como comprar em uma loja virtual pode ser seguro e prático. Por isso, quando o cliente está em uma loja virtual ele tem a impressão de estar lidando com uma empresa mais séria e consolidada do que se estivesse comprando através de uma mídia social.

Uma loja virtual também permite que o cliente compre seus produtos a qualquer hora, sem a necessidade de conversar com alguém da empresa através do chat nos sites de redes sociais, dando mais comodidade na compra.

3. Automação do processo de vendas

A gestão das vendas é muito mais prática e organizada com uma plataforma de e-commerce. O usuário acessa a loja, faz a busca pelos produtos e realiza o pagamento sem interferência de qualquer outra pessoa; depois a própria plataforma envia os e-mails de confirmação do recebimento do pedido e confirmação do pagamento com o prazo de entrega dos produtos.

Quando a compra é feita através de uma rede social, todo esse processo tem que ser feito manualmente, demandando muito mais tempo de algum gestor ou funcionário da empresa e sendo realizado de forma muito menor organizada.

4. Facilidade de monitoramento de desempenho

As plataformas de e-commerce geralmente têm relatórios de vendas que permitem ao gestor analisar como está o desempenho do seu negócio, além de ver quais produtos vendem mais, quais vendem menos e quais usuários não compra há mais de três meses, por exemplo. São muitas as possibilidades para obter dados de acessos, vendas e comportamento dos usuários dentro da loja que as páginas e perfis de mídias sociais não possuem.

É importante lembrar que todos os dados obtidos em relatórios de vendas são muito importantes para melhorar os processos e investir em marketing de forma mais eficaz. Quanto mais completos forem esses relatórios, melhores serão as decisões tomadas depois da análise dos dados.

5. Integração com outras ferramentas

Uma loja virtual geralmente possui integrações com outros sistemas, oferecendo uma experiência de compra melhor para o usuário e uma gestão mais fácil para a empresa. O cálculo do frete, por exemplo, é feita automaticamente em um e-commerce graças à integração com o sistema dos Correios. Já nas vendas através das mídias sociais, alguém precisa calcular esse valor e responder para o cliente, somar ao valor das compras para receber o pagamento do cliente. Muito tempo perdido tanto para o cliente quanto para a empresa.

6. Facilidade para executar ações promocionais

Fazer ações de fidelização dos clientes, dando descontos para clientes que não compram há muito tempo ou nas compras acima de R$300,00 por exemplo pode ser feito de forma automática em uma loja virtual, apenas fazendo configurações específicas. Podem ser feitas, inclusive, mais de uma promoção simultaneamente. Tudo isso ficaria bem mais difícil de ser executado nas vendas através de mídias sociais.

Mesmo que você tenha boas vendas nas redes sociais, ter uma loja virtual deve fazer parte dos seus planos. Nada é tão bom que não possa melhorar, não é? Planeje-se e boas vendas!